Luciane Klein

Qualquer padrão de comportamento alimentar que cause severos prejuízos à saúde do indivíduo pode ser considerado um Transtorno Alimentar (TA), estando a anorexia, bulimia, compulsão alimentar e obesidade entre os mais comuns, além dos transtornos de ansiedade e de humor que frequentemente estão associados a esses distúrbios.

Geralmente apresentam suas primeiras manifestações na infância e na adolescência, quase sempre associadas a um quadro de origem emocional, na dinâmica da família, da escola e/ou outras áreas importantes da vida social.

O diagnóstico precoce e uma abordagem terapêutica adequada dos transtornos alimentares são fundamentais para o manejo clínico e o prognóstico deste transtorno.

 

Luciane Klein

Psiquiatria
CRM 21.660

Graduada em Medicina pela Universidade de Rio Grande – FURG
Especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria
Especialista em Psiquiatria pela Associação Brasileira de Psiquiatria
Psicoterapeuta de orientação analítica de adultos, crianças e adolescentes pelo Centro de Estudos Luis Guedes – HCPA